A barraca de camping é item essencial da lista com o que levar para acampar. O modelo ideal te ajuda a viver aventuras incríveis com muito conforto ou transformá-las em uma grande frustração –  como em um acampamento que amigas foram acordadas pela chuva atravessando a barraca e alagando tudo por dentro! 

Baseado em 20 anos vivendo experiências campistas, criamos esse passo a passo para você escolher a barraca certa para você.

Principais pontos para escolha de barraca de camping

  • O espaço necessitado: quantas pessoas irão dormir na barraca? 
  • Impermeabilidade e ventilação: quais climas irá enfrentar? 
  • Peso: A barraca será usada para camping que envolvam caminhadas (trekking) ou apenas para camping próximos do carro? 

Primeiro iniciamos entendendo como é composta uma barraca, dentre suas partes essenciais e acessórias, para em seguida abordarmos mais a fundo cada um destes pontos.

Ter em conta todos esses quesitos vai fazer com que você escolha a melhor barraca para suas necessidades, evitando que invista em recursos técnicos que nunca vai usar,  pois os preços vão de R$100,00 a mais de R$10.000.   

Para facilitar sua  escolha, elaboramos reviews das:

  • Melhores barracas de camping até R$ 850,00 
  • Melhores barracas de camping até R$ 500,00 

Como é composta uma barraca de camping

Composição de uma barraca de camping

a) Sobre teto

É a cobertura externa que segura o tranco da chuva, ventos fortes e sol. A impermeabilidade da barraca é principalmente definida pelo material, forma de fabricação e selagem das costuras desta cobertura. 

A barraca sem sobreteto ou que contém apenas um chapéuzinho em cima não costumam ser boa opção para enfrentar qualquer tipo de chuva.

b) Quarto

Parte interna composta de piso impermeável, parte superior com tela de mosquito e tecidos bem finos para a melhor entrada de ventilação. 

Essa parte isola os campistas da umidade do chão, portanto o piso também deve ser a prova d’água. Também evita a entrada de insetos e animais.

Normalmente os quartos possuem bolsos organizadores internos, que ajudam muito a manter as coisas em ordem, algo que deve observar na sua escolha.

c) Varanda ou avanço 

Muitos modelos têm avanço, que seria a varanda da barraca (também chamado de vestíbulo). Essa é a parte em que o sobreteto avança além do quarto (parte fechada), proporcionando cobertura para guardar mochilas, botas sujas e dependendo do tamanho, até preparar uma refeição protegida da chuva e vento.

Considero esse espaço fundamental para qualquer tipo de camping. 

Barraca de camping desmontada
Barraca de camping desmontada, com (da esq. para dir.): quarto, varetas, footprint (lona), specs e quarto – imagem: rei.com

d) Varetas 

As varetas dão toda sustentação para a barraca de camping, sendo tubos encaixáveis e conectados por elásticos internos. 

Os materiais das varetas são:

  • Mais comumente feitos de fibra e vidro, que costumam ser mais pesados e menos duráveis
  • Ou de alumínio, que tendem a ser mais leves, resistentes e também mais caras. Então costuma valer o investimento para quem vai fazer caminhadas para acampar ou pretende acampar bastante 

Vale comentar que as varetas podem ser danificadas por mau uso, portanto não devem ser forçadas na montagem da barraca. Sua maior resistência vem quando a barraca está completamente montada, quando podem suportar todo peso e fortes ventos. 

e) Cordeletes e specs

São pequenas cordas e estacas para esticar a barraca. Fortalecem a sustentação e estrutura, evitam que a umidade do sobreteto encoste no quarto e leve-a para dentro da barraca. Proporcionam também mais ventilação e menor condensação de umidade interna.

f) Acessório: footprint (lona) 

É uma lona colocada embaixo da barraca, que adiciona camada extra de proteção do solo, especialmente de objetos abrasivos e cortantes como galhos e rochas contidas, que com o uso e movimento  do corpo na barraca pode danificar o piso. 

Tome muito cuidado no uso deste acessório, pois caso a lona fique para fora da barraca a água pode empoçar na parte de baixo, prejudicando a impermeabilidade. 

É um acessório dispensável, caso não haja pedras e limpe o solo onde vai armar a barraca. 

Obs: algumas barracas são autoportantes, ficam em pé sozinhas e não dependem do auxílio dos specs para firmá-las no chão. Isso facilita sua montagem em terrenos mais duros e possibilita que mova a barraca já montada para escolher melhor seu lugar definitivo de fixação.

Tipos de barracas de camping

Barracas podem ser classificadas em relação ao clima que suportam

  • 3 estações (verão, primavera e outono): mais frescas e ventiladas. Vale dizer que em praticamente todo Brasil, uma barraca 3 estações cumpre bem o papel.
  • 4 estações (verão, primavera, outono + inverno): que suportam frios e ventos mais severos, portanto, costumam ser mais quentes e possuir material mais resistente, o que pode resultar no aumento de sua durabilidade e também do seu peso. Considere uma 4 estações se pretende acampar em  clima abaixo de 10 graus celsius.

Barraca 4 estações possui materiais de maior resistência a tempos mais severos,  como fortes ventos e neve. Normalmente possui saias que servem para forrar com pedras ou neve, oferecendo maior suporte e também calor dentro da barraca. 

Nosso acampamento base Niponino, maciço Fitz Roy ao fundo, Patagônia Argentina. Para uma escalada patagônica, local com um dos piores climas do planeta, uma barraca 4 estações é essencial (Foto: Local Planet).  

Checklist para escolher a Barraca de Camping Ideal

A escolha da barraca deve levar em conta os quesitos:

1) Espaço necessitado 

As barracas são classificadas pelo número justo de pessoas que cabem nela.  Assim se vai acampar em casal e quer ter uma folga para mais conforto ou para guardar coisas dentro do quarto, aconselho adquirir uma de 3 pessoas e assim em diante. Muitos fabricantes estão disponibilizando modelos para ⅔ pessoas, indicando que cabe duas pessoas e meia. 

Aconselho  não confiar totalmente nestas indicações do número de pessoas do modelo, pois variam muito. Veja as exatas medidas da barraca: Comprimento (C), Largura (L) e Altura (A), trazidas nas descrições técnicas do produto. 

Vale ressaltar que o fator que normalmente define o número de pessoas é a largura da barraca. Leve em consideração que o tamanho ideal de largura por pessoa é 60cm. 

O avanço (varanda) não entra nessa conta de número de pessoas, sendo considerado como uma espaço extra e suas medidas  devem estar contidas também na descrição técnica do produto. 

Outro ponto importante é a altura da barraca

  • Barracas mais técnicas, para quem vai fazer caminhadas, costumam ser mais baixas, em torno de 1 m de altura na sua parte central – ou seja, dá só para ficar sentado dentro, as tornando mais resistentes a ventos fortes e também mais leves. 
  • Barracas chamadas família tem altura mais elevada e permite que possa ficar em pé e caminhar dentro dela, algumas possuem até mais de um cômodo. Tais barracas costumam ser bem mais pesadas e complicadas de montar, porém, trazem consigo muito mais conforto.  

É importante lembrar que o tamanho da barraca impacta diretamente no seu peso e volume – pontos super importantes para quem vai carregar os itens de acampamento na mochila cargueira.  

Outro ponto é que barracas não são quadradas, portanto, seu design, disposição de varetas, etc impacta diretamente no espaço interno, fator que também deve ser levado em consideração. 

2) Impermeabilidade

Normalmente é medida em mm de coluna da água, para determinar o quanto o tecido que faz sua cobertura aguenta de chuva. Protegem contra a chuva o sobreteto e o piso da barraca de camping, assim, cada uma destas partes possuem impermeabilidades, sendo mais demandado o sobreteto.  

  • Barracas inferiores a 1.000 mm são capazes de enfrentar apenas pequenas garoas. 
  • De acordo com os os padrões internacionais para uma barraca ser considerada impermeável deve resistir a no mínimo de 1.500mm para aguentar chuvas leves por períodos curto de tempo. 
  • Barracas de 2.000 mm a 3.000 mm para aguentar chuva por períodos mais longos.
  • Acima de 4.000 mm pode deixar o “toró” despencar lá fora e ficar tranquilo dentro do seu conforto. 

No entanto, a impermeabilidade também é definida pela qualidade do selamento das costuras do tecido. Pois barracas impermeáveis demandam que os micro furos e as linhas que atravessam o sobreteto sejam selados com uma resina impermeável internamente.

Visando fornecer uma mensuração mais completa, as marcas pertencentes a gigante de equipamentos Decathlon, possui um sistema de teste diferente que mede a impermeabilidade de toda barraca, tipo um teste do chuveiro. Assim, sua impermeabilidade é medida na quantidade de metros cúbicos de água despejados em uma hora. Ex: 200 mm água/hora/m2, quantidade equivalente a uma chuva pesada. 

Desgaste da impermeabilidade: importante ressaltar que essa impermeabilidade contida no piso e principalmente no sobreteto é a principal parte afetada pelo uso ou mau conservação do equipamento.

Assim, antes de comprar barracas usadas ou ir acampar com barraca que estava guardada verifique:

O estado do tecido do sobreteto, verificando se tem a coloração afetada ou as selagens das costuras internas ressecadas, fatores que comprometem sua função. Um teste rápido de impermeabilidade  (1 minuto) que costumo fazer  é empoçar um copo da água na parte externa do sobre teto e verificar se ela infiltra entre o tecido e costuras. Pode ser feito no tanque de casa mesmo usando um pedaço do sobreteto. 

Conjunto Marumbi ao fundo. A Serra do Mar Paranaense é um excelente exemplo da intensidade de chuvas e umidade que podemos encontrar em nossos campings. Barracas que evitem a condensação e tenham uma boa impermeabilidade são fundamentais (Foto: Local Planet).  

3) Ventilação

Barracas tendem a ser bem quentes, especialmente em contato com sol. Sua ventilação é especialmente determinada pela capacidade de correr ar por entre suas aberturas, ou seja, quanto mais aberturas mais fresco

Sobre tal ponto, existe o fator chamado ventilação cruzada, ou seja, quando as aberturas estão  nos extremos opostos possibilita maior circulação de ar. Por isso recomendo barracas com duas portas lado a lado.

Vale considerar ainda o material do quarto, sendo mais fresco aqueles mais vazados, como telas de mosquito, com exceção do piso é claro, que será sempre impermeável. Tetos mais altos e barracas mais espaçosas em relação ao número de pessoas dentro também a deixam mais fresca e arejada. 

Essas barracas mais frescas são chamadas de 3 ou 2 estações, pois não seguram  invernos rigorosos por serem muito ventiladas. 

Caso queira uma barraca invernal mais quentinha, busque uma de 4 estações. No entanto, tal indicação deve ser levada em conta conjuntamente com os pontos de ventilação citados acima, tal como na foto abaixo, em que utilizamos uma barraca de 4 estações, que possui também grandes aberturas na frente e nos fundos, permitindo uma boa passagem do ar. 

Praia do Sono, Ponta da Joatinga, Paraty-RJ. Direcionamos as aberturas da barraca para aproveitar a brisa fresca do mar que a atravessa  espantando o calor das noites de verão cariocas (Foto: Local Planet).

4) Peso

O peso é um fator importante para quem vai ter que carregar o camping no “lombo”.  

Pode-se dizer que uma barraca leve, para 2 pessoas, vai de 2kg a uns 3 kg. Mais que isso já a torna um pouco pesada dependendo da caminhada que vai fazer.  

No entanto, caso seu objetivo seja acampar próximo do carro, optar por uma barraca mais pesada pode reduzir bastante o custo da mesma.

Festival Psicodália, em Santa Catarina
Festival Psicodália, interior de Santa Catarina. Quartos da barraca foram fundamentais para manter a bagunça organizada e a vibe lá em cima (Foto: Local Planet). 

Resumo do checklist para escolher a barraca de camping ideal:

  • Tamanho da barraca: de acordo com quantidade pessoas que irão dormir, se quiser mais conforto, adicione uma extra no tamanho. De preferência as que contém avanço, varanda. 
  • Tipo: 3 estações costumam ser o suficiente para o clima brasileiro. 
  • Ventilação: de preferência as de duas portas, e com telas de mosquiteiro no quarto. 
  • Peso: Um bom peso para 2 pessoas seria até 3,5kg, servindo tanto para trilhas (trekking)  quanto para campings próximos do carro.  
  • Impermeabilidade: com sobreteto que suporta coluna d’água de pelo menos 1.500mm. 

Enfim, bom camping!! 

Se curtiu o post compartilhe com aquele amigo ou amiga que está procurando a barraca de camping perfeita para a próxima viagem! 

Autor

Nascido em Vitória no Espírito Santo e criado em Foz do Iguaçu no Paraná. Gabriel atua como advogado há 7 anos na região da tríplica fronteira de Foz, na esfera acadêmica concluíu mestrado na Universidade de Berkeley na Califórnia. Após 12 anos de experiência em escaladas em rocha e alpina, resolveu levar a aventura mais adiante por meio de um projeto que conciliasse sua carreira e paixão por explorar o mundo.