Ao se aproximar de Foz do Iguaçu, os olhares curiosos pela janela do avião avistam o rio Iguaçu serpenteando em meio ao verde da mata atlântica do Parque Nacional. Com um pouco de sorte, a rota de pouso passa próximo às Cataratas do Iguaçu e é possível ter uma pequena demonstração do que está por vir.

No meu caso, essa maravilhosa vista é uma bela maneira de me sentir bem vinda ao lar! Nascida e criada em Foz do Iguaçu, confesso que já perdi a conta de quantas vezes visitei as Cataratas. Não importa… assim como os turistas que visitam pela primeira vez, sempre estico o pescoço para espiar toda essa beleza.

Além de visitar o lugar desde criança, contei também com ajuda de amigos para criar esse guia completo das Cataratas do Iguaçu. Então continue lendo para ter informações sobre:

Cataratas do Iguaçu - Iguazu Falls
Cataratas do Iguaçu Iguazu Falls 0065

Parque Nacional e Cataratas do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu  realmente deixam qualquer pessoa de queixo caído!

São 275 quedas, distribuídas em quase 3 km ao longo do imponente rio Iguaçu. A experiência é de imersão, com vistas espetaculares das passarelas e chegando muito perto das quedas. Por ter um formato em “V”, durante o passeio você pode se ver cercado por 260º de cachoeiras.

Entre as quedas, a Garganta do Diabo (em espanhol: Garganta del Diablo) é a que mais se destaca. É a última cachoeira, com forma de U, 82 metros de altura, 150 metros de largura e 700 metros de comprimento. É também o marco da fronteira entre a Argentina e o Brasil.

O Parque Nacional do Iguaçu, criado em 1939, guarda uma grande floresta Atlântica e rica fauna brasileira, incluindo espécies ameaçadas de extinção: como onça-pintada, puma, jacaré-de-papo-amarelo, papagaio-de-peito-roxo, gavião-real, entre outras.

Isso somado à beleza das Cataratas, fizeram com que o Parque Nacional do Iguaçu se tornasse a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser instituída como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela Unesco, em 1986.

Roteiro das Cataratas do Iguaçu

Sugiro que a visita às Cataratas do lado brasileiro seja no primeiro dia da viagem à Foz do Iguaçu. O contato com todas as quedas d’água passa uma energia tão boa, que vai mudar a vibe de toda trip!

Dia 1:

Você pode ir ao Parque das Aves, que fica do ladinho do Parque Nacional. Às 9h os pássaros são alimentados, então no período da manhã ficam mais animados e é um bom horário para fazer a visita.

Na sequência, caminhe até o Centro de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu. Se já estiver na hora do almoço, pegue o ônibus do Parque até o último ponto, onde tem o restaurante, lanchonete grande ou bom local para fazer um piquenique.

Caminhe ou pegue o ônibus até o primeiro mirante e então comece a visita às Cataratas por lá.

Quando terminar a visita, pode ainda fazer o passeio do Macuco Safari, que por molhar bastante, o ideal é fazer perto do horário de ir embora mesmo.

Dia 2:

Depois de ter uma perspectiva mais ampla no Brasil, no dia seguinte visite o Parque Nacional de Iguazu na Argentina. Dois terços das quedas ficam lá e as passarelas ficam muito próximas às quedas, então dá para sentir a energia mais de perto – e se molhar um bocado também.

Passeios em Foz do Iguaçu dentro do Parque Nacional

Além de curtir o visual das passarelas e mirantes, há opções de passeios dentro ou próximos do Parque Nacional do Iguaçu, que podem ser contratados separadamente:

Andar de bicicleta no Parque Nacional do Iguaçu / Bike at Iguazu Falls
Passeio de helicóptero nas Cataratas do Iguaçu

1. Macuco Sáfari

Passeio em bote inflável pelo Rio Iguaçu, que chega bem perto de quedas das Cataratas. Tão perto que é comum todos saírem molhados do barco! A primeira parte é realizada em carreta puxada por um carro elétrico em meio à Mata Atlântica, então é feita uma caminhada de 600 m, chegando até o local de embarcação. Os barcos são grandes, com capacidade para até 25 pessoas e tem saídas a cada 15 minutos.

Dica local! Se pretende visitar as Cataratas Iguazu na Argentina, o passeio em bote inflável lá é mais barato, com preço em torno de R$90,00 por pessoa. No lado argentino não tem a parte de carro elétrico, além da caminhada para chegar no ponto de embarque ser mais longa e ingrime, mas para pessoas acostumadas a fazer exercícios é tranquilo (e você economiza uma graninha).

2. Bike, caminhada ou corrida no Parque Nacional do Iguaçu

O caminho feito pelo ônibus do Parque, que sai do Centro de Visitantes até as Cataratas do Iguaçu, pode ser percorrido também de bike, caminhando ou correndo.

São cerca de 11km, sendo 3km com pista de paver ao lado da principal  e o resto do trajeto é feito pelo acostamento. Apesar de ser ao lado do trânsito de carros e ônibus, o trajeto é muito bonito, cercado pela mata do Parque. É possível ouvir e avistar muitos animais como tucanos, carcarás, macaquinhos e até jacarés (vimos um bebê jacaré uma vez, mas tá valendo né).

Para ir de bike, você pode levar sua própria, alugar ou programar um tour (Iguassu by Bike). Pague a entrada do parque normalmente e então siga na estrada.

3. Passeio de helicóptero

Voo panorâmico, que sobrevoa todas as quedas das Cataratas do Iguaçu. Pelas fotos, é possível ver que o helicóptero chega muito próximo e a vista por esse ângulo deve ser deslumbrante.

O passeio dura cerca de 10 min e não é necessário fazer reserva, porque tem muitos voos por dia. O heliporto fica bem próximo da entrada do Parque Nacional, conta com estacionamento e lanchonete.

4. Passeios não mais disponíveis

Havia ainda mais opções de aventura, como rafting, arvorismo e rapel, mas o contrato de concessão terminou em Junho de 2014, não foi renovado e outras empresas não participaram da nova concorrência, então não tem mais essas opções.

O Luau nas Cataratas também não está mais acontecendo. Ouvimos dizer que por falta de autorização do ICM Bio ou algo assim, mas não sabemos ao certo.

Já o passeio Trilha do Poço Preto ainda está rolando, mas não recomendamos aqui porque tiraram a parte de caiaques e agora é só em um barco motorizado, então achamos que não vale mais a pena.

Onde Comer nas Cataratas do Iguaçu

Opções de locais para curtir um piquenique, fazer um lanche, almoçar ou jantar:

onde comer cataratas do iguaçu
restaurante hotel das cataratas do iguaçu

Lanchonetes

Além disso, existem lanchonetes em alguns pontos da trilha, que servem bebidas e lanches. Há uma lanchonete maior ao lado do restaurante, no fim do passeio, que serve também fast-food.

Dica local > Tanto na lanchonete quanto no restaurante, há mesas em deck externo, com vista para o Rio Iguaçu. Então se você tiver grana para o almoço, vale a pena! Quer economizar? Leve um lanche e faça um piquenique nessa área 😉

Restaurante Porto Canoas

No final da estrada do Parque Nacional fica o restaurante Porto Canoas. Com buffet de gastronomia brasileira, é um bom local para almoçar e curtir a vista do Rio Iguaçu. Há muitas opções saborosas de pratos quentes e sobremesas. O preço por pessoa sai em torno de R$58,00 e tem desconto para moradores da região.

Restaurantes do Hotel das Cataratas

Dentro do Parque Nacional do Iguaçu, também fica o Hotel das Cataratas, o único presente no Parque e com uma vista belíssima das Cataratas. Os preços para hospedagem no hotel são mais elevados, mas você pode aproveitar para conhecer os restaurantes e o bar de lá!

O Restaurante Itaipu possui um terraço com vista para as Cataratas e oferece uma combinação da culinária internacional com ingredientes brasileiros. Ele funciona somente no jantar (das 19h30 às 23h) com cardápio a la carte.

Já o Restaurante Ipê fica à beira da piscina e atende tanto no almoço quanto no jantar. No horário dp almoço (12h30 às 15h) oferecem pratos a la carte, mas às vezes disponibilizam o serviço de buffet. Já para o jantar, eles servem um tradicional churrasco gaúcho com grande variedade de carnes, peixes e legumes na brasa. Eles também dispõe de um buffet com opções vegetarianas, saladas, frutos do mar e sobremesa.

Para quem quer apenas petiscar algo no final do dia ao som de um piano, uma boa sugestão é o Bar Tarobá – também localizado dentro do Hotel das Cataratas. Eles servem drinks, coquetéis e comidinhas leves.

Dica local!Os restaurantes dos hotéis são sazonais e para quem não é hóspede, o horário permitido para entrada no Parque é a partir das 20h. Não precisa pagar para entrar no Parque neste horário, mas é preciso fazer a reserva da mesa com antecedência.

Melhor Época para Visitar as Cataratas do Iguaçu

Na minha opinião as Cataratas são lindas em toda época do ano. Com muita ou pouca água, frio ou calor, é sempre lindo e interessante.

Apesar do clima ser bastante imprevisível por aqui, você pode tentar planejar de acordo com o clima em Foz do Iguaçu:

O maior volume de água costuma ser principalmente em outubro, quando chove muito. Então você pode ver as Cataratas do Iguaçu com muita água, mas pode acabar sendo ruim conhecer outros locais. Em dezembro, janeiro e fevereiro também tem alto volume de chuva e a temperatura sobe muito, chegando a 40ºC.

Abril e maio costuma ter quantidade média de chuva e águas nas Cataratas e temperaturas mais amenas também.

Eu prefiro ir às Cataratas durante a semana, se possível, quando tem menos pessoas visitando. Em feriados prolongados e férias escolares fica bastante cheio, formando até filas para tirar fotografias em pontos estratégicos.

O Que Levar para as Cataratas do Iguaçu

Itens básicos:

  • Protetor solar
  • Calçado confortável – gosto de ir de tênis, mas rola ir até de chinelo de dedo
  • Água e lanchinho (tem opções dentro do Parque, os preços não são exagerados, mas mesmo assim são mais altos)

Itens para mais conforto:

Geralmente na passarela principal tem muita umidade e respingos das quedas. Além disso, pra quem faz o passeio do Macuco Safari (passeio num bote inflável), é indispensável levar:

  • Anorak ou capa de chuva
  • Ou deixa molhar, que é bom demais! Nesse caso leve uma toalhinha / canga pra se secar + camiseta extra
  • Câmera à prova d’água, bolsa protetora especial ou sacola plástica para proteger máquina fotográfica e de vídeo
Cataratas do Iguaçu Iguazu Falls 0103
borboletas cataratas do iguaçu

Mais Dicas sobre as Cataratas do Iguaçu

Clique abaixo para ver as respostas para as perguntas mais frequentes sobre as Cataratas e Parque Nacional do Iguaçu:

Todos os dias, inclusive em finais de semana e feriados, das 9h às 17h.

Para turistas, acesse a tabela de preços dos ingressos (link site oficial das Cataratas do Iguaçu).
Para moradores de municípios próximos, o valor é diferenciado e veja como funciona o Passe Comunidade (link do site Oficial das Cataratas).

O Parque Nacional aceita: cartão de débito ou dinheiro nas moedas Real brasileiro, Dólar americano, Guarani paraguaio, Peso argentino e Euro europeu.

Então mesmo se tiver moeda estrangeira, não é necessário se preocupar em fazer câmbio de dinheiro antes de ir. É possível também sacar dinheiro em caixas 24h no centro de visitantes.

O Parque Nacional do Iguaçu fica no município de Foz do Iguaçu – PR, a 18 km do Centro da cidade e apenas 5 km do Aeroporto. Então é tranquilo chegar até lá:

Para quem vai de carro, há opções de estacionamento do próprio Parque, que cobra tarifa única, e outros estacionamentos próximos, que costumam ser mais baratos.

Para ir de táxi, a corrida fica em torno de R$50,00 saindo do Centro de Foz do Iguaçu.

Para ir de ônibus, pegar a linha 120 – Parque Nacional do Iguaçu/Aeroporto no TTU – ALA 02, que faz paradas em:

  • Rua Tarobá
  • Rua Engenheiro Rebouças
  • Av. Juscelino Kubitschek
  • Av. Jorge Schimmelpfeng
  • Av. das Cataratas
  • BR 469
  • Aeroporto
  • BR 469
  • Parque Nacional Cataratas (descer na última parada)

Quanto a isso é tranquilo, porque grande parte das trilhas fica na sombra. Eu gosto de ir em torno das 10h da manhã, porque além da luz estar muito boa para fotos, nesse horário não é tão quente no verão e tem menos neblina no inverno.

Entre chegar na entrada do parque, pegar o ônibus, fazer a caminhada e voltar, dá em média 3h para uma visita normal. Para quem vai fazer algum dos passeios pagos também, vai levar mais tempo.

Tem um grande centro de visitantes, ônibus para transporte dentro do parque, restaurante, lanchonetes e até um hotel (com preço elevado, mas localização mais que privilegiada).

O Parque Nacional é administrado pela empresa Cataratas S.A, que tem a concessão de vários outros parques, como os de Fernando de Noronha e Corcovado no Rio de Janeiro.

Não, a trilha tem só 1.200 m de extensão e a ida até as Cataratas é toda em descida. Apesar de ter muitos degraus, é tranquila e até crianças e pessoas ativas com mais de 60 anos podem fazer. Para voltar, é possível fazer a mesma trilha ou pegar elevador.

Acessiblidade no Parque Nacional do Iguaçu
Imagem: Manuela Sanches, Local Planet

É sim, mas nem todos os espaços!

O estacionamento tem vagas reservadas, rampa para chegar ao centro de visitantes, ônibus acessíveis e banheiros adaptados. Grande parte da trilha não é acessível, pois tem degraus.

Então é necessário seguir no ônibus do Parque até o último ponto. De lá é possível descer de elevador panorâmico e se aproximar de algumas quedas.

Infelizmente pessoas em cadeiras de rodas comuns não conseguem acessar as passarelas, que tem espaçamento grande no chão, então entalam as rodas.

Dica Local > Se você está pensando em ir com guia ou grupo, converse com eles sobre esse ponto, pois se eles forem fazer toda trilha, você vai precisar se separar deles. Uma amiga também informou que o lado Argentino é mais acessível, pois é possível emprestar cadeiras com rodas mais grossas e então acessar até a passarela que leva à Garganta do Diabo!

Curiosidades sobre as Cataratas do Iguaçu

Cataratas do Iguaçu - 7 maravilhas naturais do mundo : Iguazu Falls - 7 natural wonders of the world
X-Games nas Cataratas do Iguaçu / X-Games at Iguazu Falls

Uma das Novas 7 Maravilhas Naturais do Mundo

As Cataratas do Iguaçu são uma das Novas Maravilhas da Natureza, título dado pela Fundação New Seven Wonders, em 2012. A disputa foi acirrada, começando em 2007 com a participação de 440 atrações de 200 países e territórios. Após duas etapas, que envolveram o voto popular e a seleção de especialistas, as Cataratas conquistaram uma vaga entre 28 finalistas.

As outras maravilhas são: Baía Ha Long – Vietnã, Jeju-do – Coreia do Sul, Komodo – Indonésia; Rio Subterrâneo de Porto Princesa – Filipinas, Table Mountain – África do Sul.

 

Homenagem à Santos Dumont

Ele não foi “pai” só da aviação, mas também do Parque Nacional. Santos Dumont teve papel fundamental na desapropriação das terras onde são as Cataratas do Iguaçu, que na época pertenciam ao fazendeiro uruguaio Jesus Val.

Ele visitou o local em 1916, quando tinha 43 anos. Usando sua influência, conseguiu que o governo da então Província do Paraná desapropriasse as terras, declarando de utilidade pública. Mais de 20 anos depois, em 1939, o governo federal criou o Parque Nacional do Iguaçu.

A estátua então é uma homenagem à ele e pode ser visitada no final do passeio, próximo ao ponto final do ônibus e restaurante.

 

X-Games

Em 2013, aconteceram os X-Games pela primeira vez na América do Sul e a cidade de Foz do Iguaçu foi a sede escolhida. A maioria das competições rolaram no Parque Infraero, próximo ao Aeroporto, mas tiveram provas de skate vertical com as Cataratas como pano de fundo. Foi incrível!

Gostou das dicas? Compartilhe o nosso guia nas redes sociais!

Autor

Oi! Sou co-fundadora do Local Planet e diretora da Enlink, agência de marketing digital. Nascida e criada em Foz do Iguaçu - PR, pratico escalada em rocha e corrida de rua, sou DJ no Brothas N Sista, fã de alimentação saudável e programações culturais.